A endemonização das religiões de matriz africana
Introdução Tarefa Processo Avaliação Conclusão Créditos

O ensino de religião dentro da escola deve estar voltado para a superação do preconceito, e uma construção simbólica do respeito à diversidade religiosa, pois a religião tem papel fundamental para o aluno ter uma visão ampla e plural da realidade que o cerca. Este tema tem como finalidade buscar a compreensão dos alunos perante a grande onda de intolerância religiosa, visando uma aprendizagem significativa, livre para indagações, e a busca por mais conhecimentos e descobertas dos alunos referentes ao tema, com interação do público-alvo no momento da aplicação e explicação do tema.

Por conta da liberdade que a internet trás, os indivíduos costumam confundir liberdade de expressão com uma ditadura ideológica sem fundamentos, isso faz com que criem e alimentem ódio contra aquilo que é tido como diferente da realidade deles ou apenas uma questão de gosto.

Por ser um país laico, o Brasil possui uma extraordinária diversidade cultural e religiosa. Com grande parte de fiéis aderentes ao cristianismo, seguido de religiões afro-brasileiras, como a Umbanda e o Candomblé, presentes em várias partes do país, essas religiões são vistas com estigmas retrógrados e faz com que os seus praticantes recebam discriminação e pré-julgamento.

Justificativa: Fazer com que os alunos despertem o censo crítico perante os assuntos pautados, fazendo fluir a busca de conhecimento por uma sistematização e aprendizagem significativa.

Abordarei a webquest, a base da metodologia Vygotskiana, onde ele fala que as características humanas não são presentes do nascimento, mas sim, da relação do homem e sociedade, que faz com que o indivíduo abandone os achismos/pseudos-conceitos e comecem a raciocinar e a entender os conceitos verdadeiros- ou seja, os conceitos científicos, pois esses conceitos nos permitem ver como realmente é a realidade.

 


© 2010 Todos direitos reservados.