farmacologia aula de anestésicos locais
Introdução Tarefa Processo Avaliação Conclusão Créditos

A molécula típica de anestésico local é constituída por um grupo lipofílico (usualmente um anel benzeno) e um grupo hidrofílico (usualmente amina terciária), separada por uma cadeia intermediária que incluem ligação éster ou amida. O grupo lipofílico (lipossolúvel) é necessário para a passagem da molécula pela membrana da célula nervosa, enquanto o grupamento hidrofílico (ionizável) interage com o receptor celular.

Esse tipo de classificação também serve como diferencial de biotransformação, já que os amino-ésteres são transformados, por hidrólise, em ácido paraaminobenzóico (PABA) através da colinesterase plasmática (potencial alergênico). Os amino-amidas sofrem metabolização hepática (enzima citocromo P 450) através de N-desalquilação e hidrólise e são de meia-vida mais prolongada. Os AL mais comumente usados na prática clínica nos dias de hoje são os amino-amidas.

1.Tetracaína ,
2.Dibucaína ,
3.Lidocaina ,
4.Bupivacaina ,
5.Benzocaina ,

Prilocaina

vai alguns linckes para poderem investigar mais 

www.saude.ce.gov.br/.../77-curso-de-atualizacao-para-profissionais-dentistas-vinculad.

elsevier.pt/pt/revistas/revista-portuguesa-estomatologia-medicina...e.../S300/
https://www.infoescola.com/medicina/anestesia-local/
https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1646289010700959

© 2010 Todos direitos reservados.