Dissertando sobre vacinas e epidemias
Introdução Tarefa Processo Avaliação Conclusão Créditos

Jorge e Suzana são um casal bem sucedido, possuem um pequeno negócio de artesanato de muito prestígio. Vendem para clientes do Brasil inteiro. São veganos, praticam reciclagem, ioga e procuram a cura de suas doenças na medicina natural.

Eles possuem uma crença arraigada de que vacinas são maléficas as crianças e que algumas podem provocar doenças. Eles navegam em sites da internet que divulgam "informações" que a H1N1 pode causar narcolepsia em adolescentes.

Seu filho mais velho Samuel, de 15 anos, nunca recebeu alguns tipos de vacinas. E sua filha mais nova Caroline caminhava pelo mesmo caminho. No entanto, em 2018 Caroline de 5 anos, entrou para as estatísticas, e se tornou mais 1 caso entre os 10.262 casos de sarampo confirmados no Brasil. Caroline esteve a beira da morte, porém foi salva pela medicina tradicional.

O caso deles endossa a necessidade de informação e conscientização a respeito das vacinas seus benefícios e possíveis reações adversas em cada grupo de indivíduos.

Será que é seguro acreditar em tudo o que lemos na InternetUndecided

 


© 2010 Todos direitos reservados.