Reciclagem
Introdução Tarefa Processo Avaliação Conclusão Créditos

O processo de Reciclagem faz parte da ideia de um mundo sustentável, baseado no princípio dos três “R”: reciclagem, reutilização e redução. A reciclagem é, basicamente, a transformação de um resíduo sólido, que já não tem mais utilidade, em matéria-prima ou um novo produto em si. Bens de consumo como latinhas de alumínio, papel e recipientes plásticos são, geralmente, reciclados em grande escala, afinal, fazem parte do cotidiano da grande maioria das pessoas.

O descarte de resíduos e materiais sempre fez parte da humanidade e vem desde os povos antigos, que descartavam, por exemplo, os restos dos animais que caçavam. Conforme o homem e mundo foram se tornando mais civilizados e industrializados, a quantidade de lixo produzida aumentou. 

Historicamente, foi na Idade Média que surgiram os primeiros serviços de coleta de lixo. Com a Revolução Industrial, a situação foi se tornando cada vez mais preocupante, pois, a proporção do lixo foi aumentando, surgiram os impactos sanitários na sociedade. Com o processo de industrialização, o lixo passou do orgânico para materiais eletrônicos, radioativos, industriais, químicos, entre outros. 

Diante desse contexto, surge a necessidade de encontrar alternativas que vão além do recolhimento de lixo e destinação para aterros ou descarte irregular no meio ambiente. A alternativa mais viável é a conscientização, sobretudo da importância da reciclagem, dando novos destinos para os resíduos descartados. É relevante, portanto, entender que os materiais jogados no lixo demoravam muitos anos para concluírem o processo de decomposição e degradação. Esse processo, pode ser visto nos exemplos do abaixo:

PAPEL – 3 MESES

Jornais, embalagens, guardanapos e papéis em geral demoram de três semanas a três meses para se decompor.

COPOS DE PLÁSTICO – 450 ANOS

Copos de plástico e descartáveis levam de 200 a 450 anos para se decompor. No Brasil, são produzidas cerca de 100 mil toneladas de copos plásticos por ano.

LATAS DE ALUMÍNIO – 500 ANOS

Latas de alumínio são produzidas em maior quantidade pelo mercado de refrigerantes, cervejas e sucos e demoram de 100 a 500 anos para se decompor.

PILHAS E BATERIAS – 500 ANOS

Pilhas e baterias demoram de 100 a 500 anos para se decompor. O descarte é diferente, podendo ser feito em lojas de eletrônicos e farmácias.

FRALDAS DESCARTÁVEIS – 600 ANOS

As fraldas descartáveis demoram cerca de 600 anos para se decompor. No Brasil, cerca de 5,6 bilhões de fraldes são vendidas por ano.

VIDRO, PNEUS, LUVAS DE BORRACHA E ISOPOR – O PRAZO É INDETERMINADO.

 

Para colaborar com o processo de reciclagem, é preciso atentar-se ao descarte dos materiais para que seja feito de forma correta. Existe um padrão de cores e símbolos que facilitam a separação dos materiais para reciclagem. O mais importante, entretanto, é separar os resíduos úmidos, os secos e os sanitários.

 Por que reciclar?

Com o aumento crescente na produção de resíduos, a reciclagem é de extrema importância. Muitos países já tem essa preocupação e apoiam programas ambientais e sociais voltados para a reciclagem. No Brasil, o lixo ainda é um problema: cerca de 25 milhões de toneladas de lixo ainda vão parar nos oceanos todo o ano. Nas cidades, o acúmulo de lixo pode colaborar com o desenvolvimento e proliferação de diversas doenças. Hoje o faturamento das cooperativas de catadores tem sido crescente, mas ainda é preciso ter mais consciência. 

Atualmente, muitas embalagens contêm um símbolo indicando se pode ser reciclado, mas isso não garante que ele seja efetivamente reciclado. Por isso, é de extrema importância trabalhar a conscientização das pessoas para reduzir a quantidade de resíduos. Para tanto, sugestões de utilização devem ser oferecidas aos usuários: o lixo orgânico pode servir como compostagem caseira; já os secos, que causam muitos danos ambientais, recomenda-se a buscar por marcas que possuem uma política mais sustentável e ecológica, valorizando o processo de reciclagem.

 

 


© 2010 Todos direitos reservados.