Animais vertebrados e invertebrados
 Introdução
 Tarefa
 Processo
 Avaliação
 Conclusão
 Créditos
 

Os animais apresentam características para diferenciar um dos outros. Uma dessas características pode ser a presença de ossos.

Os animais vertebrados são aqueles que possuem ossos, formando a coluna vertebral e o esqueleto. Essa estrutura ajuda a proteger os órgãos e permite que esses animais sejam maiores.

Eles são divididos em cinco grupos: peixes, répteis, anfíbios, aves e mamíferos.

Os animais invertebrados não possuem ossos. Algumas espécies possuem o corpo mole, outras apresentam uma estrutura rígida externa que ajuda a sustentar o corpo.

Eles podem ser classificados de acordo com o local onde vivem, ou seja, terrestre ou aquático.

Quer conhecer exemplos de animais vertebrados e invertebrados? Leia o texto abaixo e conheça que animais são esses.

Vertebrados: 

Características

O corpo dos animais vertebrados se destaca pela presença da medula espinhal, da coluna vertebral, do sistema nervoso central, do esqueleto interno, do sistema muscular e de duas camadas de pele, chamadas derme (interna) e epiderme (externa).

Quais são os animais vertebrados?

Os vertebrados podem ser peixes, répteis, anfíbios, aves e mamíferos. Apesar de uma série de semelhanças, esses animais possuem características diferentes em relação ao tipo de respiração, de pele e de alimentação. Reunimos abaixo mais informações sobre os tipos de animais vertebrados que existem.

Peixes

A primeira categoria de animais vertebrados que abordaremos neste texto é a dos peixes. Eles representam os vertebrados mais antigos e mais numerosos do reino animal. Os peixes têm vida aquática, podendo ser encontrados tanto em água salgada, como mares e oceanos, quanto em água doce, como rios, lagos e açudes. A respiração dos peixes é branquial, permitindo que eles respirem debaixo d’água. Além disso, em geral possuem o corpo revestido de escamas.

Em relação à estruturação, os peixes são divididos em dois grupos: os ósseos e os cartilaginosos. O primeiro grupo é formado por aqueles que possuem vértebras e esqueleto nas nadadeiras, como o atum, o bacalhau e o cavalo-marinho. Já os peixes cartilaginosos, como o nome diz, possuem apenas cartilagens para sustentar o corpo. Os tubarões e as arraias são exemplos desse grupo.

A alimentação dos peixes varia de acordo com a espécie. Algumas são herbívoras e outras carnívoras, alimentando-se de outros peixes.

Répteis

Os répteis foram os primeiros vertebrados a se adaptarem ao ambiente terrestre, e seu corpo é formado por cabeça, pescoço, tronco, membros e cauda. Eles são animais nadadores ou rastejantes e estão classificados em quatro categorias, que possuem características distintas. São eles:

- Ordem Crocodilia: possuem quatro patas curtas e cauda, placas córneas (que protegem o animal), dentes grandes e coração separado em quatro cavidades. Os jacarés e crocodilos fazem parte desta ordem.

- Ordem Squamata: são divididos entre lagartos e cobras. Os primeiros possuem quatro patas; já as cobras são ápodes, ou seja, não têm membros. Ambos têm o corpo coberto de escamas.

- Ordem Rhynchocephalia: são carnívoros e resistentes ao frio, diferente dos outros répteis. Suas únicas representantes são as tuataras.

- Ordem Testudinata: possuem casco ósseo para proteção e bico com lâminas córneas, que ajudam a cortar alimentos. Podem viver em água doce, salgada e em meio terrestre. Fazem parte desta ordem as tartarugas, os cágados e os jabutis.

A pele dos répteis é bastante resistente, é ressecada e tem escamas. As tartarugas e os jabutis se diferenciam por apresentarem, além das características citadas, um casco de proteção. Já a respiração é feita pelos pulmões.

Os répteis, em sua maioria, são classificados como carnívoros, assim como os crocodilos e os jacarés. Algumas poucas espécies são herbívoras e onívoras, como é o caso dos jabutis.

Anfíbios

Essa espécie de vertebrado vive entre ambientes aquáticos e terrestres, já que seus exemplares dependem da água para manter a pele úmida e realizar as trocas gasosas. Em algumas espécies, a pele possui glândulas de defesa, onde ficam armazenados os venenos contra os predadores.

A respiração dos anfíbios é realizada por meio da pele, dos pulmões, da mucosa da boca e da faringe. Já a alimentação varia de acordo com a espécie e com as fases de girino e adulto. Quando estão em desenvolvimento, a maioria se alimenta de vegetais, e quando atingem a vida adulta, passam a se alimentar de insetos.

Assim como os répteis, os anfíbios também são divididos em grupos, que têm características distintas. Confira:

- Anuros: possuem patas e não têm cauda. São os sapos, as pererecas e as rãs.

- Urodelos: têm patas laterais, corpo longo e cauda. As salamandras são exemplos de urodelos.

- Ápodes: não possuem membros e têm corpo cilíndrico. As cobras-cegas são as representantes deste grupo.

Aves

Esses animais vertebrados são os únicos que têm a capacidade de voar. Porém, apesar de terem asas, nem todas as espécies conseguem realizar voos longos, como é o caso da galinha. A pele é seca, impermeável e possui glândulas uropigianas, que liberam um óleo responsável pela hidratação e proteção das penas.

A alimentação das aves é bastante diversificada e varia de acordo com a espécie. Algumas se alimentam de pequenos insetos, outras de grãos, minhocas, peixes e restos de outros animais.

Já a respiração é feita pelos pulmões, que realizam as trocas gasosas.

Mamíferos

Os mamíferos são os animais vertebrados que caracterizam-se pela presença de glândulas mamárias nas fêmeas, que alimentam seus filhotes. A pele é total ou parcialmente revestida de pelos, que ajudam a manter a temperatura do corpo.

A respiração dos mamíferos é pulmonar e a alimentação varia de acordo com a espécie, podendo ser carnívoros, como os leões, as raposas e os cães; onívoros (comem tanto carne, quanto vegetais), como ursos e porcos; e herbívoros, como as girafas, os bois e as zebras.

Os mamíferos estão em todas as partes do mundo e existem espécies que vivem na terra, na água e em meio aéreo. Confira alguns exemplos!

- Terrestre: onça, urso, cães, gatos etc.

- Aquático: baleia, golfinho, peixe-boi, foca etc.

- Aéreo: morcego. 

 

Invertebrados: 

Principais características

Os animais invertebrados são reconhecidos pela ausência de caixa craniana e coluna vertebral. Como não possuem esqueleto interno, costumam ser chamados de animais de corpo “mole”. Apesar do esqueleto ser justamente a principal diferenciação entre os animais vertebrados e invertebrados, é importante conhecer um pouco mais a fundo suas características principais:

Respiração

Apesar de existirem diferentes filos e de cada um deles possuir um sistema de respiração diferente, todos são caracterizados como aeróbicos, ou seja, os invertebrados sempre retiram o oxigênio necessário para sobrevivência do ar ou da água.

Reprodução

Os animais invertebrados podem ser divididos tanto pela reprodução sexuada, a partir de gametas, quanto pela reprodução assexuada. Na assexuada não ocorre recombinação do material genético, ao contrário da sexuada.

Estrutura celular

Como são animais formados por mais de uma célula, são sempre considerados pluricelulares. Além disso, pode-se dizer que são eucariontes, ou seja, o núcleo celular é separado do citoplasma por meio de uma membrana.

Alimentação

Como os animais invertebrados não são capazes de produzir o próprio alimento, são classificados como seres heterótrofos. Essa classificação diz respeito a seres que geram a energia necessária para a sobrevivência a partir do consumo de seres autótrofos, como as plantas, e outros seres também heterótrofos.  

Simetria

Além disso, essa classificação pode ser redefinida a partir da simetria dos animais. Os animais invertebrados podem ser classificados com simetria bilateral, na qual ao terem seu corpo dividido no meio, possuem duas metades idênticas. Outra classificação é simetria radial, onde os animais podem ser divididos em diferentes eixos e todos possuem o mesmo tamanho.

Filos dos invertebrados

Como a maioria das espécies do planeta é invertebrada, não é surpresa que sejam classificados de mais de uma maneira. Os filos, uma das classificações científicas dos seres vivos, são agrupados a partir de características evolutivas em comum. Os filos dos animais invertebrados são:    

Poríferos

Os poríferos são animais conhecidos pela presença de poros pelo corpo, derivando assim o nome do filo. São exclusivamente aquáticos, sendo que não possuem sistemas, órgãos ou tecidos em sua composição. Vivem fixos a rochas ou estruturas submersas. Um exemplo de porífero são as esponjas do mar.

Cnidários

Assim como os poríferos, os cnidários são animais aquáticos. São seres com sistemas extremamente simples, sendo diferenciados pela simetria radial. Exemplos de cnidários são corais e anêmonas do mar.

Platelmintos

Os platelmintos são vermes com corpo achatado. Apesar de ser mais comum encontrá-los no ambiente aquático, algumas espécies vivem em ambientes terrestres úmidos. Podem ser seres de vida livre ou parasitas, como é o exemplo das tênias, animais responsáveis pela doença chamada teníase. Outros exemplos de platelmintos são as planárias.

Nematelmintos

Enquanto os platelmintos são vermes de corpo achatado, os nematelmintos possuem corpo cilíndrico. Diferente dos outros filos já citados, esse é o primeiro que possui sistemas completos, como é o caso do sistema digestivo, nervoso e excretor. É conhecido pelos inúmeros parasitas que formam o filo: lombriga e vermes ancilóstomos.

Moluscos

Os moluscos costumam ser conhecidos pela concha que carregam sobre o corpo, mas também abrangem outros animais famosos, como o polvo e a lula. São animais que vivem em ambientes aquáticos ou terrestres úmidos, e são seres mais complexos, que possuem diferentes classificações dentro do próprio filo.

Anelídeos

Uma das principais características dos anelídeos é o corpo segmentado por anéis. Possuem sistema digestório, circulatório, excretor, nervoso e reprodutor. Exemplos famosos desse filo são as minhocas e as sanguessugas.

Equinodermos

Os equinodermos são seres exclusivamente marinhos, conhecidos pela simetria radial. Existe grande variedade de formas, cores e espécies deste filo. Alguns exemplos são a estrela-do-mar e o pepino-do-mar.

Artrópodes

Os artrópodes são os seres que mais se assemelham aos vertebrados, devido à presença do exoesqueleto, uma espécie de esqueleto externo que os ajuda na sustentação e proteção do corpo. São seres extremamente presentes do dia a dia dos humanos, sendo conhecidos por suas classificações: insetos, aracnídeos, crustáceos e miriápodes.


 

 


© 2010 Todos direitos reservados.